quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

CONFISSÕES

08 de dezembro (2016),

pelas ruas, pedalando e pensando em tanto que preciso resolver saltitou em minha mente uma passagem bíblica que acho muito poética e singela. A passagem em questão é a que Jesus disse que não devemos nos preocupar tanto com os problemas do dia a dia. Ele nos manda olhar para os pássaros que não trabalham, mas têm diariamente suas necessidades supridas por Deus. Em seguida nos fala das plantas que têm vida curta, mas nesse pequeno espaço de tempo são cuidadas por Deus. Jesus arremata dizendo que Salomão em toda a sua riqueza e glória não se vestiu tão elegantemente como os pássaros ou as plantas.

É uma atitude desafiadora. Pensei comigo. Como viver como os pássaros? Foi minha próxima consideração. Ali pedalando no meu a sós com Deus diferente por falta de tempo mais apropriado, digo, aquele tempo de se recolher em um lugar a sós com Deus, senti Deus puxar um assunto comigo, dizendo-me  providencio para seres tão ínfimos não estaria mentindo quando me comprometo a socorrer os humanos.

A mim ficou o desafio de esperar nEle a despeito dos ventos fortes que sopram a meu derredor.


Assim foi meu a sós com Deus desse dia.