sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

O GRAVE MAL DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE: UM EVANGELHO SÓ PARA POBRES

A teologia da prosperidade defendida por uma enormidade de igrejas neopentecostais e simpatizantes destas tem um sério e grave problema. A pregação destas só serve para os pobres. Os ricos ficam e sempre ficarão de fora.

O apelo da teologia da prosperidade é que o indivíduo deve ser obediente a Deus para usufruir das bênçãos materiais vindas de Deus em resposta à obediência do indivíduo. 

O teste de um indivíduo abençoado nesta teologia é o quanto de bens ele consegue juntar sempre num espaço curto de tempo.

Este é um grande apelo para os pobres ou para os empobrecidos. Os pobres e os ricos que ficaram pobres desejarão ter sempre mais. Concordemos que essa é uma proposta tentadora. Não ter necessidade nenhuma. Viver no topo.

Não é de se admirar que a exemplo das basílicas e cidades onde há um grande ícone religioso como Juazeiro do Norte, no Ceará e Canindé também no Ceará, e Aparecida no sudeste estejam cheias de suplicantes para que suas carências sejam atendidas como o estão as igrejas neopentecostais e simpatizantes. O apelo é o mesmo. A prosperidade material.

Nesse caso os pobres estarão sempre ali suplicando por suas carências e, quando tiverem (talvez) ganhado alguma riqueza estão agora embriagados pelo desejo de mais e mai (e aí se mantém nos templos). Já os ricos, os que têm uma fonte de renda abastada não quererão essa teologia porque já podem adquirir por seus próprios meios o que querem.


O evangelho bíblico centraliza-se na maior necessidade do homem. Necessidade que tem o rico e o pobre: a necessidade de salvação. 

A Bíblia diz que todos pecaram e carecem da glória de Deus. Não um justo nem sequer um. Nesse caso a teologia da prosperidade e seus proponentes iriam á falência porque perderiam seu filão principal: pobres querendo ficar ricos e sempre ricos e perdidos eternamente porque como o rico da história de Lázaro só se preocupam com as riquezas matérias as quais os ladrões roubam e a ferrugem corrói